sábado, 16 de agosto de 2008

Teste de gravidez

Era o tempo em que os testes de gravidez eram substituidos pelo anjo gabriel, que diziam às mulheres se elas estavam ou não grávidas.


Cátia Alexandra, durante as últimas semanas tinha sentido alguns enjoos, dores de barriga, vómitos (ou gómitos como dizia a sua querida avó), e sua mãe, dona Dulcelina, disse:


_ Filha, vós andastes a praticar o amor?! Vós estais grávida? - ao que Cátia Alexandra respondeu:


_ É verdade minha mãe, tenho que vos confessar, eu andei a praticar o amor com o Manel da Fonseca, há um mês, numa terça-feira, pelas 19:27h, atrás dum pinheiro. Será que estou grávida minha mãe?


A pergunta estava no ar. Mas, estávamos em 1919, quando o Azeite Gallo começou a cantar, mas não existiam testes de gravidez, pelo menos em Cucujães de cima. E agora?! Como Cátia Alexandra saberia se estava realmente grávida do Manuel da Fonseca?

Pois é, era fácil, naquele tempo existia o anjo gabriel, que avisava(confirmava que) as mães que estavam grávidas. Então Cátia Alexandra ligou para a multinacional do Anjo Gabriel e encontrou um call center muito simpático que lhe disse que pelas 16:15h o Anjo Gabriel apareceria.

Então chegaram-se as 16:17h, 16:25 e o Anjo Gabriel sem aparecer. Ás 16:30h bateram à porta, seria ele?

_Boa tarde, peço desculpa pelo atraso. Eu sou o Brásio Gabriel, primo e representante do Anjo Gabriel, visto que ele não pode comparecer, estou aqui presente para responder Às suas questões.

Depois de Cátia ter explicado a Brásio a situação, ele concluiu:

_Bem, estou vendo que aconteceu aí uma fecundação, o que me leva a concluir que vós andastes a praticar o amor, vós estais com uma criança dentro de vosso útero. E eu tenho sede, vós ides-me buscar uma «minezinha» superbock! Eu não posso ingerir bebidas alcoólicas em serviço, mas hoje vim de «táxe» e vós precisais de beber muita água durante a gravidez, e como eu não gosto que os outros se sintam sozinhos, eu acompanho-a numa bebidazinha. Mas rápido, que eu vim de «taxe» mas agora quero apanhar o «altocarro» das 17:00h para ir à festa do Zé Carlos. Ah, e já d'agora devo informar que são trinta mil réis, por ser p'ra vós claro!

E assim Cátia Alexandra e sua mãezinha e todo o povo ficaram a saber que realmente um oócito dela (Cátia Alexandra), chcou com um espermatozóide de Manel da Fonseca numa romântica, fugaz e escaldante noite de quarto crescente!

[qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência, mas se algo assim existir, não deixem de o partilhar!]

1 comentário:

sdgah disse...

ta muito giro sim senhor...

mas olhe ja era altura de escrever outro xD